Contact us +351 918 317 307

(Cost of a call to the national landline network)

Andar na reserva de combustível danifica o automóvel?

Andar na reserva de combustível danifica o automóvel?

24 de July, 2023
0 Comments

O que é a reserva?

Quando a luz de reserva de combustível acende, sabemos que vamos ter de colocar combustível no depósito em breve.

Regra geral, significa que temos combustível para fazer mais entre 50 km e 80 km (10-15% da capacidade total do depósito) até ficarmos sem combustível.

Num passado mais longínquo, poderia haver mesmo um depósito de combustível secundário onde o combustível extra ficaria armazenado, mas recentemente este «segundo depósito» passou a estar incorporado no depósito de combustível principal.

Faz mal andar na reserva?

De forma muito resumida, não faz mal andar esporadicamente na reserva. Já fazê-lo «por sistema», pode realmente aumentar a probabilidade de problemas mecânicos.

Sempre que circulamos com pouco combustível no depósito a bomba de combustível é obrigada a um esforço superior, principalmente em subidas, descidas ou curvas, situações em que o combustível «dança» dentro do depósito.

Esses «trabalhos forçados» resultam num sobreaquecimento da bomba e, por conseguinte, num maior desgaste — mas há mais…

Com o passar do tempo há uma tendência para a criação de sedimentos no fundo do depósito, causados pelo envelhecimento do próprio combustível. Se circularmos com mais combustível, estes sedimentos ficam assentes no fundo do depósito e não chegam nem à bomba de combustível nem ao circuito de alimentação.

Contudo, se circulamos frequentemente apenas na reserva, a bomba de combustível pode acabar por «sugar» esses sedimentos. Em princípio, o filtro de combustível será capaz de os deter. Contudo, este não é infalível e esses sedimentos podem causar avarias.

Para começar, podem entupir o próprio filtro de combustível quando este atinge o limite da capacidade de filtragem. Se por acaso este «falhar» na sua missão, o próximo «alvo» destes sedimentos são os injetores, que também podem acabar entupidos ou danificados.

Ainda na hipótese dos sedimentos ultrapassarem o filtro de combustível e os injetores nada garante que estes não venham a danificar os próprios cilindros.

Caso esgotemos a reserva de combustível, outros problemas podem surgir. Por exemplo, em caso de paragem por falta de combustível o catalisador pode sofrer danos e nos modelos a gasóleo corremos o risco de entrar ar no sistema de injeção.

Quando isto acontece, mesmo após reabastecermos, o sistema de injeção não conseguirá repor a pressão necessária e para colocar o motor em funcionamento pode ser necessário «sangrar» o sistema.

 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                 – Artigo Razão Automóvel

Mais Recentes

Motorcast

Motorcast

João Gago
16 de February, 2023
Pereira & Gago Stand, empresa especializada em venda e revenda de automóveis, foi recentemente destacada em um episódio...

Stand Pereira e Gago already has 25 years in the automotive market, and promises a future based on the consolidation of a unique service provision throughout the Algarve.

Follow us

| Visit us

Rua Avelino Dias Custódio Lote 2
8800-737 Tavira

Monday through Friday:
09h-13h e das 14h30-19h

Saturday: 09h-13h

Sundays and holidays: Closed

Monday through Friday:
9h às 13h e das 14h30 às 18h30

Saturdays, Sundays and holidays: Closed

| Contact us

General. +351 281 326 628
(National landline call)

Sales +351 918 317 307
(Call to national mobile network)

Workshop. +351 917 111 714
(Call to national mobile network)

Office. geral@pereiraegago.pt
Workshop. oficina@pereiraegago.pt

    Fields marked with an asterisk (*) are required.